UA-24175149-1

Relacionadas ao curso do prof. Peter Pál Pelbart

Cia. Teatral Ueinzz convida para apresentação do processo em aberto CAIS DE OVELHAS
Sábado, 25/05, 20hs, Domingo,26/05, 19hs,
B_arco: Rua Dr. Virgílio, 426, Pinheiros.

Ingressos a R$ 10,00 (R$ 5,00 para estudantes ou não-garantidos).

Cia Teatral Ueinzz: Adélia Faustino, Alexandre Bernardes, Amélia Monteiro de Melo, Ana Goldenstein Carvalhaes, Ana Carmen del Collado, Artur Amador, Eduardo Lettiere, Erika Alvarez Inforsato, Fabrício de Lima Pedroni, José Petronio Fantasia, Leonardo Lui Cavalcanti, Luis Guilherme Ribeiro Cunha, Luiz Augusto Collazzi Loureiro, Maria Yoshiko Nagahashi, Oness Antonio Cervelin, Paula Patricia Francisquetti, Pedro França, Peter Pál Pelbart, Simone Mina, Valéria Felippe Manzalli.

Ueinzz é território cênico para quem sente vacilar o mundo. Como em Kafka, faz do enjoo em terra firme matéria de transmutação poética e política. No conjunto, há mestres na arte da vidência, com notório saber em improviso e neologismos; especialistas em enciclopédias marítimas, trapezistas frustradas, caçadores de sonhos, atrizes interpretativas. Há também inventores da pomba-gíria, incógnitas musicais, mestres cervejistas e seres nascentes. Vidas por um triz se experimentando em práticas estéticas e colaborações transatlânticas. Comunidade dos sem comunidade, para uma comunidade por vir.

Cia-teatral-Ueinzz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONFERÊNCIA com Laymert Garcia dos Santos (Unicamp)
Tema: As transformações da política na sociedade contemporânea
Hoje, 25 de abril, às 19h, na PUC – SP> Sala 333 do 3o. andar do prédio Bandeira de Melo (campus Monte Alegre), na Rua Ministro de Godoy, 969.
(2012)

cartaz-laymert_artefinal_31

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

eflyerLAPOUJADE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apresentação da Cia. Teatral Ueinzz + Lançamento de Livro (2011)

viralMK

 

 

Lançamento do “Máquina Kafka”, de Félix Guattari.
Edição bilíngue – português/inglês. Tradução: Peter Pál Pelbart.(2012)

Máquina-Kafka-Machine-Felix-Guattari

 

23 de novembro de 2010: Lançamento do Cadernos de Subjetividade no Centro Cultural Rio Verde
Lançamento “O novo número da revista CADERNOS DE SUBJETIVIDADE será lançado com festa e comemoração no dia 23 de novembro de 2010, terça-feira, a partir das 20h. Haverá performances e música ao ar livre, projeção de vídeos raros (o dançarino de butoh Min Tanaka na clínica de La Borde, entrevista de Félix Guattari sobre as pulsões), e muita festa! A revista está um primor, com artigos antenados para o que há de urgente a ser pensado, da clínica às artes, da filosofia à micropolítica,
da lógica das redes às novas formas de subjetivação no capitalismo de hoje.
Pensadores com projeção nacional e internacional e jovens experimentadores nos mais diversos domínios, desenham um verdadeiro panorama da atualidade.”
Centro Cultural Rio Verde
Rua Belmiro Braga, 181
Vila Madalena – São Paulo – SP.

Índice
Apresentação (Peter Pál Pelbart)
As Pulsões (Félix Guattari)
Políticas da hibridação (Suely Rolnik)
Para além da arte (Ceso F. Favaretto)
Le Corbusier canibalizado (Ana Méndez)
Corpo-gênese ou tempo-catástrofe (Kuniichi Uno)
Devir-Pessoa (José Gil)
O pensamento e seu devir criança (Luiz B. L. Orlandi)
Como desfazer para si próprio o seu rosto? (Ana Godinho)
Uma política do esgotamento entre Beckett e Deleuze (Alexandre Henz)
Escrever/Balcuviar (Rosane Preciosa)
Cuidado e território no trabalho afetivo (Antonio Lancetti)
Direito e norma no campo da sexualidade na infância e na adolescência (Eduardo Rezende de Melo)
Trabalhando pela biodiversidade subjetiva (Regina Favre)
Pragmatismo Pulsional (João Perci Schiavon)
Subjetividade e coletividade: problema de relação (Manuela Zechner)
Mendigos Piratas Videntes (Fabiane Borges e Thiago Novaes)
A luta sem futuro de revolução (Eduardo Pellejero)
Deleuze: política e informação (David Lapoujade)
Sujeição e servidão no capitalismo contemporâneo (Maruxio Lazzarato)
Aprendendo com porcos-espinhos (Rodrigo Nunes)
Não sei como cheguei aqui (Annita Costa Malufe)
Ainda temos alguns exemplares do “Cadernos de Subjetividades”,
caso queira adquiri-lo, entre em contato conosco!
O preço de cada exemplar é 30 reais.
atelierpaulista@gmail.com

ueinzz-20101

 

Finnegans Ueinzz
Performers:
Adélia Faustino, Alexandre Bernardes, Amélia Montero de Melo, Ana Carmen Del Collado,
Ana Goldenstein Colazzi, Eduardo Lettiere, Erika Inforsato, Fabrício Pedroni, Iza Cremonine, John Laudenberger,Leo Lui, Luís Guilherme Ribeiro Cunha, Onéss António Cervelin,
Paula Francisquetti, Peter Pál Pelbart, Valéria Manzalli, Yoshiko Minie.

Concepção, direção e instalação:
Cássio Santiago

Co-direção e dramaturgista:
Elisa Band

Coordenação de atores:
Ana Carmen Del Collado, Eduardo Lettiere,Erika Inforsato, Paula Francisquetti e Peter Pál Pelbart

Figurinos:
Simone Mina

Paisagens Sonoras:
Cássio Santiago e Elisa Band

Produção:
Ricardo Muniz Fernandes

http://ueinzz.sites.uol.com.br/

Texto

Trecho da crítica que saiu no jornal: Helsingin Sanomat, Sábado,22.11.2009:

FINNEGANS UEINZZ.Local: Lume Media Centre. Baltic Circle Theatre Festival. Diretores: Cassio Santiago e Elisa Band. Texto: Cia. Ueinzz, com fragmentos de textos de James Joyce, Machado de Assis e William Bake. Em cena: Cia. Teatral Ueinzz.

O grupo brasileiro nos lembra como é importante acreditar no mundo.
Companhia de Teatro Ueinzz mergulha no inconsciente. Em Finnegans Ueinzz o mundo não é categorizado, mas criado.
Finnegans Ueinzz é uma performance na qual a platéia se entrega. Quando você vai embora, você se sente faminto, e pronto para sonhar.
(…)
A performance do grupo, Finnegans Ueinzz, é parcialmente inspirada na obra de James Joyce, Finnegans Wake, conhecida por seu elaborado jogo com a linguagem. Finnegans Ueinzz traz para o palco cenas, sequências, visões, canções, suspiros e sonhos e toca o público finlandês como a uma harpa. Ela molda um rizoma de estilos teatrais, um organismo vivo em constante mudança mas ensaiado, onírico mas em vigília.
O grupo escava uma arqueologia da mente e da linguagem ao combinar com sua própria lógica o singular, cenas borbulhantes e não-conectáveis à citações de textos clássicos.
(…)
A única dimensão social a ser seriamente considerada culmina na seguinte questão para o teatro atual: Quem pode repensar o palco, quem pode também fazer com que esse palco seja da platéia? A performance da Companhia Teatral Ueinzz talvez não seja a única resposta, mas certamente é uma de suas sementes mais significativas. Em Finnegans Ueinzz o mundo não dorme em um tempo passado.
Por Maria Säkö
Junho de 2010 – Finnegans Ueinzz no Centro Cultural b_arco

Peter-e-Ueinzz

 

 

 

 

 

ueizz

 

 

IA
15 – TERÇA

14h filme La Borde ou o direito à loucura (60’)18h filme sobre Tosquelles19h conferência Joris De Bisschop

DIA 16 – QUARTA
14h filme Min Tanaka em La Borde (24’)
19h conferência Cássio Santiago e Elisa Band
21h Finnegans UEINZZ
DIA 17 – QUINTA

14h filme O divã de Félix (17’)
19h conferência Laymert Garcia dos Santos
21h Finnegans UEINZZ

DIA 18 – SEXTA
14h filmes Dizem que sou louco (12’);
Os dentes de macaco (14’)
19h conferência Celso Favaretto
21h Finnegans UEINZZ
DIA 19 –
SÁBADO
14h filme Min Tanaka em La Borde (24’)
19h conferência David Lapoujade
21h Finnegans UEINZZ
DIA 20 –
DOMINGO
14h filme Entrevista com Guattari (As pulsões) (32’)
16h Fórum UEINZZ
18h conferência Juliano Pessanha
20h Finnegans UEINZZ com a
Orquestra de Cegos de Lívio Tragtenbergara as conferências, as senhas serão distribuídas
com uma hora de antecedência na unidade.
• As conferências de Jean Oury (dias 10 e 12) e de David Lapoujade
serão transmitidas ao vivo na Internet, pelo site do Sesc (www.sescsp.org.br).

Lapoujade-e-Peter
patoplasticas

 

 
UA-24175149-1