UA-24175149-1
Curso: Direção de Arte – Construções Poéticas da Imagem com Carolina Bassi 

curso

 

DIREÇÃO DE ARTE – CONSTRUÇÕES POÉTICAS DA IMAGEM
curso com Carolina Bassi

O curso visa apresentar como se dá a poética da construção da imagem numa obra audiovisual, apontando os profissionais envolvidos neste processo – principalmente os da direção e da direção de arte – e suas respectivas responsabilidades.

Para isso, lança mão de algumas obras do diretor Luiz Fernando Carvalho passando por questões plásticas que têm início na própria narrativa e se desenvolvem nas opções de cenário, figurino e caracterização, além da iluminação, do enquadramento e da montagem.

Distribuído em dois encontros, o curso se dedicará, em cada aula, tanto à exposição de conteúdo, quanto à prática de exercícios com os alunos. Esta prática estará voltada a um projeto de criação a partir de um texto dado, que contempla a concepção de um cenário e de três figurinos em croquis, sendo um destes, finalizado tridimensionalmente.

Esta metodologia levará, portanto, os interessados a entenderem o assunto por duas vias – por meio da leitura da construção poética da imagem naquelas obras já concluídas e por meio de um planejamento visual a partir de um texto dado.

Público-alvo: Estudantes de cenografia, figurino, teatro, cinema, rádio e televisão, artes visuais, design e áreas afins

Datas: 18 e 25 de julho de 2015
Dia e horário: Sábados, das 10h às 17h (intervalo de 1h)
Duração: 2 encontros teóricos e práticos
Local: R. Amália de Noronha, 301
(5 min. do metrô Sumaré)

Vagas limitadas. Inscrições até 17/07:
atelierpaulista@gmail.com
(11) 3082-9217

Obs.: A confirmação do curso nessa data dependerá de um mínimo de alunos

 

CAROLINA BASSI
Doutora e mestre em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Professora de figurino, cenografia e direção de arte dos cursos de pós graduação do Centro Universitário Belas Artes e da Academia Internacional de Cinema, ambos em São Paulo. Atua como figurinista, cenógrafa, diretora de arte, produtora de arte e objetos em Cinema e em Teatro, desde 2005, tendo em seu currículo dez longas metragens, entre outros trabalhos. Sua relação com o figurino e com a cenografia veio da vontade de investigar, na teoria e na prática, como os recursos visuais constroem as narrativas e os seus personagens, potencializando os seus significados. Interessa-se pela construção poética no âmbito do cinema, da televisão, do teatro, da performance, da fotografia, da literatura e das artes em geral.

GRUPO TECELAGEM
Carolina Bassi integra o time do Grupo Tecelagem, junto a Paulo Williams e Iris Yazbek – um grupo de teatro que tem se desenvolvido em torno de dois eixos de pesquisa: o da literatura e o da imagem.

A literatura se estabelece como ponto de partida para a encenação, a qual se desenvolve unindo práticas do teatro narrativo e do teatro visual na construção de sua poética.

_____________________________________________________________________________

PROGRAMA

Aula 1 – 18/7 (período da manhã)

Apresentação do curso, conteúdo e metodologia. Estudo de caso sobre o filme de longa metragem “Lavoura Arcaica” (2001). Entendimento da transposição das “paisagens internas” para as imagens. Construção dos personagens – de que forma os recursos visuais de cenário e figurino podem colaborar neste processo? A direção de arte como a integração desses recursos visuais.

Prática: Distribuição de textos literários (contos) para o desenvolvimento do trabalho prático. Faremos um exercício de interpretação do texto em sala.
Aula 2 – 18/7 (período da tarde)

Estudo de caso sobre as minisséries “Os Maias” (2001) e “Capitu” (2005). Ambos escritores pertencem ao movimento realista, mas possuem estilos de escrita bastante distintos. Entendimento do processo de “transcriação” da obra literária para a obra audiovisual, compreendendo a aproximação feita pelo diretor dos estilos dos dois escritores, estabelecendo diferentes linguagens estéticas. Que importância têm o cenário e o figurino neste processo?

Prática: Conversas individuais com os alunos passando pela interpretação feita por cada um dos textos escolhidos e conferindo as pesquisas de referencial imagético proporcionadas por cada aluno. Se possível, iniciar aqui esboços de cenário e personagens (figurino e caracterização).

Aula 3 – 25/7 (período da manhã)

Estudo de caso sobre a minissérie “Afinal o que querem as mulheres” (2010). Hibridismo de linguagens e miscelânea de referências estéticas trabalhando o caráter atemporal desta obra.

Prática: Conversas individuais com os alunos conferindo e comentando o andamento da criação de cenário e personagens (figurino e caracterização). Atribuir paleta para as criações e materiais para os trajes de cena.

Aula 4 – 25/7 (período da tarde)

Estudo de caso sobre a novela “Meu pedacinho de chão” (2014). O diferencial do uso de materiais inusitados, na cenografia e nos figurinos, deslocados de seus usos habituais, criação de novas superfícies.

Prática: Apresentação dos trabalhos desenvolvidos, figurinos finalizados e comentários pormenorizados sobre cada projeto.

About admin

Leave A Reply





 
UA-24175149-1