UA-24175149-1

Formas Breves: Joyce e Borges | José Miguel Wisnik

curso com josé miguel wisnik

 

FORMAS BREVES: JOYCE E BORGES
curso com JOSÉ MIGUEL WISNIK

O curso tem como ponto de partida a ideia de Ricardo Piglia de que “um conto sempre conta duas histórias”, uma visível e outra secreta. A história oculta, e o modo como ela se deixa entrever, combinando “duas lógicas antagônicas” numa mesma “máquina narrativa”, seria a chave formal do gênero, com todas as suas variantes e as diferentes estratégias autorais. A narrativa breve converte-se, através desse jogo, numa forma de “iluminação profana”, que Piglia define com palavras de Rimbaud: “A visão instantânea que nos faz descobrir o desconhecido, não numa remota terra incognita, mas no próprio coração do imediato”.

No percurso, experimentamos a proposta de Ricardo Piglia como estímulo provocador para a leitura de contos de James Joyce (Os dublinenses) e de Jorge Luis Borges (em especial, Ficções e O aleph). Em alguns momentos, contrapontos desses escritores do século XX com dois grandes contistas do XIX, Tchecov e Machado de Assis, poderão ser benvindos.

Texto de referência:
Ricardo Piglia, Formas breves (Companhia das Letras,2004).

Cronograma:
Março 29
Abril 5, 12
Maio 3, 10, 17, 24, 31
Junho 7, 14, 21, 28

Datas: Terças, 29 de março a 28 de junho/ 2016
Horário: 20h30 às 22h30
Duração: 12 encontros
Local: R. Amália de Noronha, 301
(5 min. do metrô Sumaré)

Vagas limitadas! Garanta já a sua:
atelierpaulista@gmail.com

 
UA-24175149-1